Artigos

Pratique Procrastinação Produtiva

Normalmente, pensamos em produtividade e procrastinação como opostas entre si.

Somos produtivos quando estamos motivados e focados em trabalhar naquilo que consideramos nossa tarefa mais urgente / importante / difícil. Nós procrastinamos quando adiamos trabalhar nessas tarefas. Podemos procrastinar ativamente (assistindo televisão) ou passivamente (fingindo que ainda estamos no modo de trabalho enquanto ficamos olhando para a tela do nosso computador verificando as redes sociais), mas de qualquer forma, não estamos fazendo nada, e nos sentimos terríveis com isso. Nós nos criticamos ou tentamos (sem sucesso) usar a força bruta para voltar ao caminho certo.

Mas há uma maneira melhor de pensar sobre produtividade e procrastinação do que ver cada uma como estados independentes e conflitantes.

Em vez de conceituar sua produtividade como uma coisa linear que está focada apenas em lidar com sua próxima maior e mais difícil tarefa, é melhor pensar nela como uma torta que você pode fatiar de vários formas.

Essa torta é recheada com todas as atividades – grandes e pequenas – na sua lista de tarefas, e essas tarefas devem ser separaras em vários níveis:

Nível 1: tarefas que são as mais exigentes cognitivamente – decisões difíceis, escrever documentos complexos, leitura chata, análise difícil, etc.

Nível 2: tarefas que exigem esforço, mas não tanto – tarefas administrativas, compromissos, responder a e-mails, etc.

Nível 3: tarefas que ainda exigem um pouco de esforço, mas em termos de carga cognitiva são quase irracionais – limpeza, organização, arquivamento de documentos, pagamento de contas, etc.

O que normalmente acontece é que, se não podemos realizar uma tarefa de Nível 1, nós procrastinamos sem fazer nada.

Mas se você estiver com dificuldades para realizar sua tarefa de nível 1, pergunte-se se já possui disposição suficiente para trabalhar nas coisas de nível 2 ou 3. Normalmente, só porque você não está com vontade de escrever um trabalho de pesquisa, não significa que você não tenha capacidade para lavar a louça na pia. Se você não está disposto para escrever um relatório tedioso, você poderia responder a e-mails pendentes?

Em vez de ver a produtividade como um jogo de tudo ou nada, e a procrastinação como seu oposto – como um vazio – você pode praticar procrastinação produtiva. Mesmo que você não esteja trabalhando na tarefa que você planejou inicialmente, você ainda está progredindo na eliminação de fatias da sua torta de produtividade. Você ainda está progredindo em colocar sua vida em ordem.

Em vez de pensar em procrastinação como um desperdício, pense nisso como preparação; realizar as tarefas Nível 2 e Nível 3 pode te deixar mais disposto para realizar as de Nível 1. A diminuição da quantidade de tarefas pode ser pequena, mas isso pode resultar num acúmulo enorme de energia e disposição; é mais fácil começar a trabalhar em coisas difíceis quando sua casa / escritório está organizada, você sabe que as contas foram pagas, sua caixa de entrada está vazia, etc. Ao mesmo tempo, tirar algumas tarefas menores de sua lista pode ajudá-lo a construir impulso para enfrentar as grandes coisas.

Então, da próxima vez que você quiser fazer uma pausa em algo em que está trabalhando, permita-se fazê-la; lembre-se apenas de P.P.P. – Praticar Procrastinação Produtiva.

__________

Gostou desse artigo? Siga-nos no Instagram e acompanhe artigos como esse e muito mais conteúdo exclusivo.

Este artigo foi publicado originalmente por The Art of Manliness e foi traduzido e adaptado pelo Parabellum  (www.SejaParabellum.com.br)

Write A Comment

%d blogueiros gostam disto: